Benefícios do cuidado diário com a pele do rosto

28 de abril de 2021

Independente de qual a sua idade ou tipo de pele, os cuidados do dia a dia são práticas indispensáveis para manter o viço e a saúde e a beleza da cútis. Fatores como alimentação, estresse e exposição ao sol, estão associados ao processo de envelhecimento cutâneo, surgimento de manchas e outros problemas que podem ser facilmente prevenidos com uma boa rotina de cuidados!

Rotina preventiva: os benefícios do dia a dia de cuidados

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional de São Paulo, cuidar da pele a partir dos 25 anos de idade ajuda a garantir uma aparência mais jovem e saudável no futuro. O envelhecimento cutâneo está associado à perda celular, de tecidos, fibras e da barreira protetora que mantém a hidratação da pele. Os cuidados necessários e específicos para o seu tipo de pele podem ajudar a desacelerar o processo de envelhecimento, além de garantir que a epiderme esteja sempre hidratada e saudável.

Nos primeiros anos da idade adulta, a partir dos 25 anos, os sinais do envelhecimento começam a aparecer: pequenas rugosidades (rítides) e marcas de expressão, manchas e outros. O uso do filtro solar, assim como o do hidratante, são essenciais para manter a epiderme íntegra e prevenir alterações na barreira cutânea e os efeitos da radiação. Os fotoprotetores, quando associados a outros cosméticos, podem ajudar a reverter e evitar esses sinais.

Benefícios do cuidado diário com a pele do rosto

Você sabe qual o seu tipo de pele?

O primeiro passo para assegurar os efeitos desejados ao aderir a uma rotina de cuidados, com a pele é saber qual o seu tipo de pele. A partir dessa informação, você vai poder escolher os dermocosméticos com mais assertividade e segurança para executar seu o passo a passo diário.

Pele oleosa: brilho excessivo, poros dilatados e textura espessa são características próprias da pele oleosa. A formação de cravos e espinhas também pode ser um aspecto característico decorrente da produção exagerada de sebo.

Pele seca: pele opaca e com perda excessiva de água. Apresenta maior propensão a rugosidades, descamação, vermelhidão e rugas.

Pele mista: epiderme com características de pele oleosa (como oleosidade e dilatação dos poros) nas regiões da testa, nariz e queixo, e de pele seca nas bochechas e extremidades.

Pele normal: a pele normal apresenta poucos indícios de irregularidades (manchas, irritações e outros), apresenta poros pouco visíveis e tem a produção sebácea bem regulada, assim como a retenção de água para hidratação.

Pele sensível: pele caracterizada por vermelhidão, coceira, sensação de queimação, repuxamento e ressecamento como reação a fatores ambientais, cosméticos e outros. Geralmente necessita de produtos específicos para evitar uma piora do quadro de sensibilidade, como, por exemplo, hidratantes funcionais. Quer descobrir se a sua pele é sensível? Faça o nosso quiz!

 

Referências:

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Tipos de pele [online]. Acesso em 31 de março de 2021. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/tipos-de-pele/

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Cuidados diários com a pele [online]. Acesso em 31 de março de 2021. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-diarios-com-a-pele/

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Envelhecimento [online]. Acesso em 31 de março de 2021. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/envelhecimento/4/

Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo. Cuidar da pele a partir dos 25 anos ajuda a garantir uma aparência mais jovem e saudável no futuro [online]. Acesso em 01 de abril de 2021. Disponível em: https://www.sbd-sp.org.br/geral/dermatologistas-indicam-cuidados-e-produtos-para-pele-saudavel-no-inverno/

Compartilhe