Pele sensível: como cuidar?

19 de outubro de 2020

Dra. Paula Ferreira CRM 140064

Graduação, residência e doutorado pelo HC da Faculdade de Medicina da USP

 

Quem tem a pele sensível sabe que os cuidados redobrados fazem parte da rotina para evitar vermelhidão, manchas, coceiras e outras características da pele que é mais fina e frágil do que as demais.

Uma pele sensível é caracterizada por uma maior propensão à ação de fatores externos, causadores de alergias e irritações, por exemplo. Entenda quais são os cuidados recomendados pela dermatologista da Libbs Dra. Paula Ferreira para manter uma pele saudável e livre de inflamações.

Peles sensíveis: etapas de tratamento
Primeiro, é necessário identificar se sua pele sensível é constitucional, ou seja, se é uma característica determinada pela sua genética, ou se ela é decorrente de alguma patologia (doença) associada. Para avaliar com segurança, o ideal é que um dermatologista seja consultado. Mas, para te auxiliar a identificar, incluímos algumas dicas que diferenciam as duas apresentações de pele sensível.

Pele sensível constitucional: sem lesões visíveis, a pessoa apresenta apenas sintomas e sensações. As sensações descritas pelos portadores de pele sensível  variam muito: prurido, queimação, formigamento, pungência, espessamento ou ressecamento da pele. Esses sintomas podem ocorrer de minutos a horas após o contato com um produto cosmético ou estimulante ambiental ou mesmo após vários episódios de uso de um produto tópico, desencadeados por efeito cumulativo. É super frequente no Brasil, onde 45,7% das mulheres e 22,3% dos homens apresentam essa condição.

 cuidados com a pele sensível

Pele sensível secundária a patologias: as lesões clínicas podem ser visíveis, como vermelhidão, bolinhas (pápulas), descamação e bolinhas de água (vesículas). As principais dermatoses (que são lesões na pele) associadas são aquelas que a barreira de proteção da pele está prejudicada, como dermatite atópica, acne, rosácea, dermatite seborreica e dermatite de contato. Nesses casos, é necessária a orientação e o acompanhamento do tratamento por parte do dermatologista.

Em segundo lugar, é fundamental identificar os fatores que desencadeiam as crises da pele sensível e evitá-los. Os principais fatores de piora são:

  • Fatores físicos, como radiação ultravioleta e extremos de temperatura, podem agravar ou desencadear uma crise na pele sensível. Por isso, lembre-se de usar filtro solar e mantenha-se refrescado quando o calor for intenso e, aquecido, quando o tempo esfriar. Também é importante hidratar muito a pele com hidratantes específicos para cada estação do ano.
  • Fatores químicos, como cosméticos com fragrâncias, corantes, álcoois, adstringentes abrasivos, ureia e ácidos, são os principais desencadeantes e devem ser evitados sempre. Ao fazer tratamentos, como de acne ou de rejuvenescimento, a pessoa de pele sensível precisa investir em muita hidratação da pele (além de estar acompanhado por um dermatologista capacitado).
  • Fatores ambientais como poluição também pioram a pele sensível e seus efeitos podem ser amenizados com o uso de hidratantes e antioxidantes.
  • Outros fatores desencadeantes menos comuns são fatores psicológicos, como estresse e fortes emoções, e fatores hormonais, como algumas fases do ciclo menstrual, e que devem ser avaliados individualmente podendo ser amenizados com hidratação específica para pele sensível e fortalecimento da barreira cutânea.

E, em terceiro lugar, uma das estratégias mais importantes ao lidar com sua pele sensível é manter a barreira cutânea íntegra e fortalecida por meio da hidratação da pele.  Sabe-se que o desenvolvimento de “pele sensível” acontece por conta da redução da barreira cutânea e pelo aumento ou hiper-reatividade da resposta imunológica. Sendo assim, a hidratação adequada da pele ajuda a recuperar e manter a barreira de proteção. Para essa etapa é importante utilizar hidratantes com poucos componentes, ou seja, com fórmula minimalista: sem perfume e sem substâncias que possam irritar a pele.

Hidrate sua pele, independentemente se ela for mista ou oleosa. Além disso, alguns hidratantes funcionais têm substâncias calmantes em sua formulação que ajudam a apaziguar os sintomas de uma crise de pele sensível além de reforçar a barreira cutânea. E lembre-se: caso haja persistência dos sintomas ou incômodo forte, informe-se com seu dermatologista!

Os 10 mandamentos

Para finalizar, separamos os 10 mandamentos da pele sensível para que você possa dar o cuidado necessário e correto para o seu tipo de pele:

1. Realizar limpeza com sabonetes pouco abrasivos (dar preferência aos líquidos);

2. Lavar a face com água fria ou morna;

3. Utilizar um hidratante na pele logo após o banho, repetir a hidratação quando sentir necessidade;

4. Dar preferência a hidratantes com compostos calmantes em sua formulação;

5. Hidrate sua pele, independentemente se ela for mista ou oleosa;

6. Utilizar fotoprotetor (protetor solar) e reaplicar conforme indicado pela bula;

7. Utilizar creme sem álcoois, conservantes fortes e perfumes em sua formulação;

8. Após exposição aos extremos de temperatura, hidratar a pele com maior frequência;

9. Após exposição a ambientes com altos níveis de poluição, hidratar a pele com maior frequência;

10. Evitar banhos quentes e jamais usar buchas ou escovas para esfregar a pele.

 

 

 

Referências:

https://bit.ly/3hugLiL

https://bit.ly/3mjuuMS

https://bit.ly/35DB5M7

https://bit.ly/2RsW4sA

 

 

Compartilhe