Como saber a hora de procurar ajuda?

09 de dezembro de 2021

Os transtornos mentais possuem diferentes sintomas e causam diferentes consequências na vida de quem lida com eles diariamente, podendo resultar, muitas vezes, em suicídio. Diante disso, a pergunta que sempre fica é: como saber qual a hora de procurar ajuda? E mais ainda, onde procurar ajuda? Confira.

transtorno de estresse pos traumatico

Transtornos mentais e a busca por ajuda
Um dos passos mais difíceis de se dar quando há um transtorno mental é procurar ajuda. Isso porque ao ingressar num tratamento , é necessário ter que lidar com uma série de questões que vêm desse lugar de se tornar um “paciente”. Assumir que precisa de ajuda e aceitar ser ajudado é, para muitos, assumir um papel de doente e automaticamente vestir todos os preconceitos e tabus que existem com relação aos transtornos mentais.

Contudo, apesar do preconceito e do tabu de fato existirem, muito desse medo parte de uma resistência ao tratamento, que também pode ser considerada um sintoma dos próprios transtornos. Além do mais, tendemos a hiperdimensionar o desconhecido, não é mesmo? Afinal, quando você sente uma dor persistente, você vai ao médico e faz o que for preciso para tratar e se curar. Por que com os transtornos mentais seria diferente?

É preciso entender que os transtornos mentais são bem mais comuns do que a gente imagina. E também que falar sobre isso, compartilhar, assumir certos comportamentos e sentimentos pode ser libertador e transformar o sofrimento emocional. Quando tomamos essas atitudes, podemos nos surpreender positivamente com o apoio, a empatia e a compreensão por parte das pessoas que estão à nossa volta.

O que é buscar ajuda?
A coisa pode ficar meio nebulosa e vaga quando falamos sobre buscar ajuda. Afinal, que ajuda é essa? Hoje, existem várias opções e tipos de terapias disponíveis no mercado: as terapias medicamentosas e as não medicamentosas, como a prática de exercícios físicos, meditação e psicoterapia. Os medicamentos, claro, podem ser parte integrante do tratamento e quando prescritos por um especialista irão atingir o objetivo certo no tratamento, sem causar dependência.  Pedir ajuda aos seus familiares e amigos pode ser um começo e devemos reconhecer o valor e o tamanho desse passo – que muitas vezes não é nem um pouco fácil de se dar. Quando pedir ajuda profissional é difícil demais, podemos começar conversando com pessoas próximas e até mesmo pessoas que já passaram por esse processo.

Qual a hora de buscar ajuda profissional e onde encontrá-la?
Não existe uma receita pronta que determina a hora certa para procurar por ajuda profissional, mas se existe algo que esteja atrapalhando sua qualidade de vida de maneira geral e o seu bem-estar, é preciso buscar ajuda. A hora certa de buscar ajuda é quando o paciente percebe que suas emoções e comportamentos estão lhe causando sofrimento, tirando sua liberdade e trazendo prejuízos para áreas importantes da vida como trabalho, estudos, convívio social, relações afetivas e familiares, lazer…

Vale ressaltar que a avaliação médica é sempre necessária para que o paciente tenha o diagnóstico correto.

Confira aqui alguns canais para buscar ajuda imediata:

CVV – Centro de Valorização à Vida
O CVV é um canal de atendimento e apoio emocional gratuito disponível 24h do dia, todos os dias. Sob total sigilo, é possível conversar via telefone, e-mail e chat. Clique aqui para saber mais.

ABRATA – Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos
A ABRATA promove grupos terapêuticos e ações de conscientização e apoio a pessoas que possuem transtornos afetivos. No site, é possível encontrar todo o programa de ações e o atendimento via telefone pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, pelo número: (11) 3256-4831.

CAPS – Centro de Assistência Psicossocial
Parte do programa de Saúde Pública, o CAPS é um braço do Ministério da Saúde, que existe basicamente na maioria das cidades do Brasil. Você pode procurar o CAPS mais perto de você aqui.

Pode Falar
Um programa de assistência para jovens e adolescentes de 13 a 24 anos de idade promovido pela UNICEF. Saiba mais.

Pronto-socorros com atendimento psiquiátrico de emergência gratuitos em São Paulo (SP):

CAISM Vila Mariana
Rua Major Maragliano, 241 – Vila Mariana Telefone: (11) 3466-2100

Pronto Socorro da Santa Casa de São Paulo
Rua Dr. Cesário Mota Jr. 112 – Vila Buarque Telefone: (11) 2176-7000

Pronto Socorro do Hospital São Paulo – UNIFESP – Vila Clementino
Rua Napoleão de Barros, 715 – Vila Clementino Telefone: (11) 5576-4522

Hospital do Servidor Público Municipal – Aclimação
Rua Castro Alves, 60 – Aclimação Telefone: (11) 3397-8012

Pronto Socorro Municipal 21 de Junho (Freguesia do Ó)
Av. João Paulo I nº 421 – Freguesia do Ó Telefone: (11) 3975-5866

Pronto Socorro Municipal Prof. João Catarin Mezomo – Lapa
Av. Queiróz Filho nº 313 – Lapa Telefone: (11) 4878-1701

Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria – Pirituba
Rua Menotti Laudísio nº 100 – Pirituba Telefone: (11) 3394-8600

Hospital Municipal Tide Setúbal
Rua Guilherme Eiras nº 123 – São Miguel Telefone: (11) 3394-8770

Hospital Municipal Arthur Ribeiro de Saboya – Jabaquara
Av. Francisco de Paula Quintanilha Ribeiro nº 860 – Jabaquara Telefone: (11) 3394-8380

Hospital Municipal Dr. Fernando Mauro Pires da Rocha – Campo Limpo
Estrada de Itapecerica nº 1661 – Vila Maracanã Telefone: (11) 3394-7460

 

 

Compartilhe