Positividade tóxica: pandemia e os sentimentos

26 de maio de 2021

Angústia, solidão, medo, desesperança: os sentimentos que chegaram com a pandemia e o isolamento social fazem com que o bem-estar seja um desafio diário. Na nossa série de posts sobre positividade tóxica, já falamos sobre como o caminho para lidar com esses sentimentos definitivamente não é reprimi-los e fingir que eles não existem. Nesse post, você verá dicas de pequenas práticas que podem nos ajudar a atingir o bem-estar diário, #EmCasa:

positividade tóxica

Fique offline
Separe momentos do seu dia para se desconectar de informações que podem agravar suas dores emocionais. Lembre-se de que a internet e as redes sociais só mostram uma ótica parcial da vida e procure filtrar bem os canais de comunicação que você acessa. Priorize conteúdos que não sejam gatilhos para o sofrimento.

Autocuidado
Autocuidado não é só skincare e tomar um chá quentinho. Cuidar do corpo e se dar um carinho é importante para que a gente se sinta bem, mas existem sentimentos que exigem tratativas mais complexas. Autocuidado é autoconhecimento, é nutrição em todos os sentidos: da mente e do corpo.

Terapia
Apesar de ainda ser um tabu muito grande, a terapia pode ser considerada uma parte fundamental do autocuidado, porque ela é um espaço dedicado exclusivamente aos nossos sentimentos. Quando falamos, entendemos mais sobre o que sentimos, nos conhecemos melhor, ampliamos a nossa perspectiva acerca das nossas emoções e nossas possibilidades de lidar com elas – sem fingimento!

Socialize
Difícil, em tempos de pandemia, não é mesmo? Ainda bem que temos a internet e podemos usá-la para entrar em contato com pessoas queridas e dar umas boas risadas. Apesar da distância, estamos todos compartilhando uma mesma experiência de isolamento social e sentindo coisas parecidas. Quando nossas trocas ultrapassam os 15 segundos dos stories do Instagram, adquirimos uma profundidade maior e mais empatia./

Seja mais gentil consigo mesmo
Todos temos dias em que estamos mais para lá do que para cá. É normal não ser 100% produtivo em algumas ocasiões por conta de nossos sentimentos. Entenda que você deu o seu melhor para cada situação já vivida e que se colocar mais pressão para não sentir as coisas só agrava o sofrimento.

Arte
A arte tem um poder incrível de transformar a vida das pessoas. Filmes, podcasts, exposições online, espetáculos de teatro, vídeos e outras manifestações artísticas podem tocar a gente em lugares emocionais muito especiais.

Enfim, existem maneiras mais eficientes de lidar com o sofrimento do que fingir estar bem. Está OK não estar bem e na complexidade da vida estão tanto os momentos bons quanto os ruins. Para lidar com eles, nada melhor do que uma boa dose de autoconhecimento, amor-próprio, se ver como um ser humano em construção e buscar o melhor de si, apesar das adversidades.

 

Referências
BLASCO, Lucía. O surpreendente efeito da positividade tóxica na saúde mental [online]. BBC News Mundo, 14 dezembro 2020 [acesso em 28 de abril de 2021]. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-55278174

INTCC. Psicologia Positiva: o que é? [online]. Acesso em 28 de abril de 2021. Disponível em: https://intcc.com.br/psicologia-positiva-o-que-e/

Folha UOL. O que é positividade tóxica? [online]. Acesso em 28 de abril de 2021. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/webstories/equilibrioesaude/2020/12/o-que-e-positividade-toxica/

BESSAS, Alex. Positividade tóxica: movimento Good Vibes Only adoece e é obstáculo à empatia [online]. O Tempo, 03/08/2020 [acesso em 28 de abril de 2021]. Disponível em: https://www.otempo.com.br/interessa/positividade-toxica-movimento-good-vibes-only-adoece-e-e-obstaculo-a-empatia-1.2367204

SANTOS, Tamiris. Positividade tóxica: ‘os extremos não são saudáveis’ [online]. Folha de Londrina [acesso em acesso em 28 de abril de 2021]. Disponível em: https://www.folhadelondrina.com.br/folha-2/positividade-toxica-os-extremos-nao-sao-saudaveis-2980575e.html

COLAVITTI, Fernanda. Como diferenciar otimismo e positividade tóxica em tempos de Covid-19 [online]. CNN, São Paulo, 20 de março de 2021 [acesso em acesso em 28 de abril de 2021]. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2021/03/20/diferenca-entre-otimismo-e-positividade-toxica

 

Compartilhe