Resiliência: o que é?

13 de outubro de 2021

Resiliência já foi o termo da moda quando o assunto era a promoção da saúde e do bem-estar e voltou a ser muito utilizada em tempos de pandemia do coronavírus. Relacionada à superação, a palavra resiliência nos convida a viver uma vida em harmonia com o que está ao nosso redor, com mais aceitação perante o que nos acontece.

Mas o que é, afinal, resiliência?
Resiliência significa responder positivamente a experiências que podem causar grandes impactos e riscos para a saúde e o desenvolvimento de um indivíduo. Originária do latim resilire, tem como princípio básico o responder positivamente às adversidades da vida.

É impossível viver uma vida sem incertezas e sem assumir uma certa impotência perante o que não conseguimos controlar. Além disso, situações adversas são importantes para o nosso crescimento emocional e maturidade, para que possamos ser cada vez melhores. Reconhecer que os problemas da vida podem nos fazer crescer e, em alguns casos, até mesmo trazer algo de positivo para as nossas histórias, pode nos dar segurança para seguir em frente.

resiliência

Pandemia e resiliência
Durante a pandemia, enfrentamos situações que escancararam a nossa falta de controle e nos fizeram repensar sobre várias questões, como nossas escolhas, nossas relações pessoais, nossa relação com o trabalho e muitas outras. O impacto psicológico do isolamento social mostrou que, ao mesmo tempo em que sofremos de dores emocionais, somos resilientes o suficiente para enfrentá-las e superá-las.

Cuidar da mente para viver em harmonia com a vida e ter mais bem-estar é um assunto que sempre abordamos aqui no nosso blog e na campanha #falarpodemudartudo pois trata-se de algo que precisa ser trabalhado constantemente. Assim como a manutenção do cuidado com a própria saúde mental, a resiliência é uma habilidade que pode ser desenvolvida e deve ser exercitada. Para isso, é preciso um trabalho de auto-observação, percepção e autoconhecimento. E práticas terapêuticas podem ser ótimas aliadas durante esse processo, assim como a meditação, o cuidado na respiração, atividades físicas, uma boa alimentação e uma boa rotina de sono.

 

 

 

Compartilhe