Automedicação pode causar sérios danos à sua saúde

18 de fevereiro de 2016

Para quem é adepta da contracepção contínua, ou está interessada nesse método que cessa a menstruação e acaba com sintomas indesejados da TPM – Tensão Pré Menstrual, deve saber bem sobre a importância de frequentar sempre um ginecologista para poder avaliar a sua saúde e escolher o melhor método contraceptivo!

Infelizmente, grande parte da população ainda não frequenta um médico e toma remédio por conta própria. É um comprimido para dor de cabeça, outro para cólica, mais um para má digestão… Resultado: a automedicação é responsável pela morte de 20 mil pessoas por ano no país, segundo a Associação Brasileira da Indústria Farmacêutica, sendo a maior parte dos casos resultantes de intoxicação e reações alérgicas.

Os medicamentos que podem salvar, na dosagem errada, podem causar sérios problemas. Atento aos perigos da automedicação, o Viva Sem Menstruar aposta na conscientização. Conheça os erros mais comuns e saiba como evita-los!

– Não resolva na farmácia algum problema de saúde. Na farmácia, procure sempre o atendimento de um farmacêutico responsável, o único preparado a te orientar de forma correta.

– Não tenha preguiça de marcar consulta ou ir ao pronto-socorro. Evite seguir as orientações de pessoas não preparadas (apesar de terem boas intenções) como mãe, vizinhas e amigas. O remédio que solucionou o problema da outra não necessariamente vai solucionar o seu!

– Não armazenar remédios em casa, muitas vezes sem bula e vencidos, e em locais impróprios, como banheiro e cozinha, pois geralmente, são ambientes úmidos e quentes. Hoje, as principais drogarias possuem locais para descarte adequado de medicamentos vencidos. Informe-se!

Compartilhe