Como deixar seu bebê longe de gripes e resfriados o ano inteiro

08 de novembro de 2015

 

A higienização nasal em crianças com idades entre zero e quatro anos é fundamental para evitar infecções respiratórias e crises de alergia. A atenção deve ser redobrada nos primeiros dois meses de vida, quando o bebê ainda respira exclusivamente pelo nariz.

O uso de soluções para a higienização nasal é recomendado como tratamento preventivo de doenças respiratórias e resfriados. Estudos comprovam que limpar as mucosas nasais reduz em até 40% os dias em que as pessoas sofrem de problemas respiratórios. Isso porque a região do nariz é uma importante porta de entrada para alérgenos, fungos, bactérias e poluentes, invasores que podem provocar alergias, infecções, resfriados e quadros que necessitam de internação e podem comprometer a qualidade de vida da criança. “A higienização nasal é muito importante para melhorar os sintomas da gripe e a qualidade de vida das crianças”, afirma a otorrinolaringologista Maura Neves, do Hospital Universitário da USP.

Essa preocupação deve ser ainda maior, especialmente para manter a saúde dos recém-nascidos, mais suscetíveis aos problemas relacionados às doenças respiratórias em períodos secos. A especialista cita ainda as tecnologias atuais que facilitam a vida dos pais na hora de higienizar o nariz dos filhos. “Hoje, temos a opção de spray nasal com um sistema de bolsa a vácuo que permite a aplicação em qualquer posição além de um bico anatômico, ideal para o tamanho reduzido da narina da criança”.

Higienização nasal infantil

• Com a obstrução das narinas, a passagem do ar torna-se ruidosa e prejudica a respiração, amamentação e o sono;
• Para os recém-nascidos e os bebês de até dois meses, o recomendável é fazer a higiene do nariz antes de cada mamada;
• O cloreto de sódio 0,9% é a solução mais indicada para crianças, pois não causa ardência, queimação e irritação;
• O mais indicado é que os pais optem por soluções livres de conservantes.
• A higienização nasal não tem contra indicações e pode ser feita pelo menos duas vezes ao dia.

Compartilhe