8 curiosidades que você precisa saber sobre o colesterol

11 de março de 2020

Quando o assunto é colesterol, já pensamos em algo ruim para o corpo. Mas, não é só isso. O colesterol é importante para o funcionamento do organismo – desde que esteja em níveis controlados. O colesterol faz parte da membrana das células e entra na formação de vitamina D, ácidos biliares e de hormônios, como o estrógeno e o cortisol.

Embora muitos não saibam, 70% do colesterol do sangue é produzido pelo fígado, e os outros 30% são absorvidos do intestino. O mais importante de tudo: o colesterol elevado é responsável por doenças cardiovasculares relacionadas à aterosclerose, como infarto do miocárdio (ataque cardíaco) e acidente vascular cerebral (derrame cerebral ou AVC).

Para te ajudar a entender melhor o colesterol, listamos 8 coisas que você precisa saber

1 – Alterações do colesterol dependem de uma série de fatores, como: estilo de vida, alimentação, genética, e podem ter relação, inclusive, com outras doenças.

2 – Para entender melhor o colesterol, precisamos conhecer o exame de sangue. Existem três valores de colesterol que precisamos prestar atenção: o HDL, que é o bom colesterol, e que transporta o colesterol do corpo para o fígado, onde ele será eliminado na bile e, finalmente, pelas fezes; o LDL, que é o mau colesterol, e transporta o colesterol do fígado para a parede das artérias, onde essa gordura se acumula e forma placas denominadas placas de aterosclerose, que causam doenças cardiovasculares, e o colesterol total, que indica a quantidade total de gordura no sangue, e é a soma do HDL , do LDL e de 20% dos triglicérides, que é uma partícula denominada VLDL colesterol, que não é tão conhecida como o LDL e o HDL, mas que forma um trio com esses dois. É preciso ficar mais de olho no aumento do LDL e na queda do HDL colesterol.

3 – Alguns (maus) hábitos e condições contribuem para aumentar os níveos de LDL colesterol no sangue: alimentação rica em gorduras saturada e trans, presente em margarinas, sorvetes cremosos e embutidos, falta de tempo ou de disposição para praticar exercícios físicos regularmente, excesso de peso e vício de fumar.

4 – É possível ajudar a diminuir o colesterol com uma dieta equilibrada. Para tanto, faça com que no máximo 7% das calorias diárias da alimentação seja de gordura saturada, e evite as gorduras trans; ingira carnes magras (de preferência peixe e frango), vegetais, grãos integrais, frutas, como maçã, banana, laranja, pera e ameixa, e diminua bem o consumo de álcool e de sal.

5 – Conforme envelhecemos, temos mais chance de que os níveis de colesterol aumentem no sangue, e isso pode incluir o mau colesterol; por isso, é importante manter um estilo de vida saudável, com destaque para uma alimentação saudável e a prática regular de atividade física, sem esquecer de manter o peso bem controlado. Jovens e crianças não estão a salvo de ter problema com o colesterol, mas as chances são bem menores.

6 – O colesterol elevado no sangue é uma das principais causas de doenças cardiovasculares. Não por acaso, a doença isquêmica do coração, que se manifesta, por exemplo, na forma de angina, que é uma dor no peito que pode ser provocada por esforço físico, ocorre quando o coração não recebe sangue suficiente para funcionar adequadamente e bombear sangue para todo o corpo, e é a principal causa de morte no Brasil.

7 – A hipercolesterolemia familiar é uma condição genética de alto risco cardiovascular. Pois bem, não mais do que 10% dos brasileiros com essa condição clínica sabem que têm a doença. Os outros 90% não controlam o colesterol e correm risco de ter um infarto ou um AVC bem cedo na vida. Por isso, é importante conhecer o histórico de saúde pessoal e familiar, e visitar o médico regularmente.

8 – Há um mito de que pessoas magras não têm colesterol alto. Obesos têm sim maiores chances de serem afetados principalmente pelo aumento dos triglicérides, mas magros e gordos podem igualmente ter níveis altos de colesterol no sangue. Em resumo, ninguém pode ter o estilo de vida que quiser, e garantir que o coração vai permanecer saudável. O colesterol, definitivamente, não escolhe as pessoas simplesmente pela aparência, e pode causar sérios danos à saúde e à vida de todos.

 

Referências:

https://www.endocrino.org.br/colesterol/

https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-o-colesterol/

http://www.ahfcolesterol.org/

http://www.ahfcolesterol.org/services/tratamento/

https://www.spdm.org.br/blogs/nutricao/item/2103-colesterol

https://www.diabetes.org.br/publico/tribuna-livre/1655-dez-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-o-colesterol

https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/sua-saude/Paginas/mitos-verdades-sobre-colesterol-alimentacao.aspx

https://medlineplus.gov/howtolowercholesterolwithdiet.html

http://svs.aids.gov.br/dantps/centrais-de-conteudos/paineis-de-monitoramento/mortalidade/gbd-brasil/principais-causas/

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2019000300412

http://www.incor.usp.br/sites/incor2013/docs/imprensa/2012/Set_2012_Hipercolesterolemia_familiar_Hipercol.pdf

https://www.heart.org/en/health-topics/cholesterol/about-cholesterol/common-misconceptions-about-cholesterol

Compartilhe