Dicas sobre como lidar com o engasgo de bebês e crianças

26 de abril de 2017

Que mãe não fica desesperada com um pequeno engasgo do filho? Se for mãe de primeira viagem, esse medo é ainda maior. Apesar de ser difícil, é importante manter a calma caso isso aconteça. Engasgos leves, com líquidos, não são tão graves assim, principalmente se a criança estiver rosada. Eles são mecanismos de proteção do bebê, que fecha a glote para que o alimento não passe para as vias respiratórias.

O que se faz necessário é prevenir acidentes maiores. Nunca deixe moedas, brincos, baterias de relógio ou quaisquer objetos pequenos ao alcance das crianças, inclusive brinquedos muito miúdos. Confira as dicas:

– Após amamentar, deixe o seu filho em pé por 15 minutos e não estranhe se não ouvir nenhum barulho. O ar sai por gravidade;

– Algumas crianças engasgam no início da amamentação. Se o seu filho estiver faminto, após 15 ou 20 segundos do início da mamada, tire a boca dele do seu peito, para que se recupere do cansaço inicial;

– Respeite o tempo certo de introduzir novos alimentos. Papinhas devem ser oferecidas somente a partir dos seis meses, sempre em pedacinhos e amassados;

– Seu filho engasgou mesmo com todos os cuidados? Se a criança está com dificuldade respiratória, mas respirando e rosada, não tente tirar o corpo estranho, porque ele pode ir para um ponto onde nem a passagem parcial de ar vai existir. Vá para o hospital!