Higienização nasal em bebês e crianças facilita a amamentação

08 de fevereiro de 2016

Os recém-nascidos e os bebês de colo não conseguem assoar o nariz nem engolir as secreções, fazendo com que haja acúmulo de muco no nariz. Como os bebês recém-nascidos respiram somente pelo nariz, quando as narinas estão obstruídas, a passagem do ar torna-se ruidosa e a dificuldade para respirar pode prejudicar a amamentação e o sono.

Além disso, a higienização nasal entre zero e quatro anos é fundamental para evitar infecções respiratórias e crises de alergia.

Normalmente, para os recém-nascidos e os bebês de até dois meses, é recomendável fazer a higiene nasal antes de cada mamada, uma vez que o produto limpa, fluidifica e descongestiona, facilitando a respiração e, consequentemente, não atrapalha a amamentação.

Nova tecnologia que facilita a adesão. Há uma nova tecnologia que facilita muito a aplicação em recém-nascidos. Trata-se de um frasco com tecnologia composta por uma bolsa a vácuo que permite a aplicação do produto em qualquer posição. A solução de cloreto de sódio 0,9% não possui conservantes e conta com um bico anatômico adequado para o tamanho da narina de lactentes e de recém-nascidos, pergunte para o pediatra.

É bom lembrar ainda que a lavagem das narinas das crianças é muito importante para eliminar os microrganismos que são inalados. Recomendam-se limpeza diária, pelo menos duas vezes ao dia.

Compartilhe