Entenda a importância da vacinação

07 de maio de 2020

Vacinação é um dos métodos mais seguros para manter a população mundial longe de vários tipos de doenças e epidemias, mas ainda é um tema que causa muita dúvida e confusões. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), mais de 20 milhões de crianças no mundo não receberam vacinas básicas em 2018, como: sarampo, difteria e tétano. Neste mesmo ano (2018), 350 mil casos de sarampo foram comprovados pelo mundo, o que representa mais do que o dobro dos casos registrados em 2017, revelando assim a importância da vacinação na prevenção de surtos da doença.

 

É realmente importante tomar as vacinas?

A vacinação é a forma mais eficaz na prevenção de doenças. É muito melhor, fácil e barato prevenir do que tratar uma possível doença, e é justamente por isso que é muito importante manter a vacinação em dia.

A vacinação protege a pessoa que toma e também a comunidade ao redor, pois diminui a chance de contágio até para aqueles que não tomaram a vacina. Esse simples ato pode ainda ajudar a erradicar uma doença do mundo, como é o caso da Varíola, onde o último caso registrado da doença aconteceu em 1977.

 

Só crianças tomam vacinas?

Vacinas vão muito além da infância. Os adolescentes, idosos, gestantes, profissionais da saúde e até pessoas que viajam pelo mundo precisam se proteger tomando vacinas. É importante sempre consultar um médico ou ir à UBS mais próxima da sua casa para saber se suas vacinas estão em dia e se é necessária a aplicação de alguma dose para a prevenção de alguma doença.

 

Como a vacina atua no corpo?

Podemos receber vacinas através de injeções ou via oral. Vacinas são compostas por uma quantidade baixa de germes, ou ainda os germes mortos, e agem estimulando nosso corpo a combater a doença, ou seja, o sistema imunológico produz anticorpos e torna o corpo imune a doença.

 

Mas afinal, vacinas são seguras?

Todas as vacinas passam por uma série de estudos, testes e avaliações rigorosas antes de serem liberadas para a população, garantindo assim sua total segurança e eficácia. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária é quem faz toda a regulamentação, continuamente monitorando e aprimorando as vacinas.

Algumas vacinas podem causar efeitos colaterais, como febre local, dores e mal-estar, mas é muito importante lembrar que os benefícios a longo prazo compensam qualquer reação temporária.

 

O que eu preciso fazer para me vacinar?

O Brasil conta com mais de 36mil locais de vacinação e você pode usar qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde para isso. A única coisa que você precisa fazer é comparecer em um dos postos com a carteira de vacinação em mãos. Se você perdeu a sua carteira de vacinação é só comparecer no posto de saúde onde recebeu suas vacinas, pois eles têm todos os registros e histórico das vacinas aplicadas. Lembrando que a ausência da carteira não é um impeditivo para tomar a vacina.

 

Referências:

https://bit.ly/2T0TgUN

https://bit.ly/2Z1o7ES

https://bit.ly/2yLiU9s

https://bit.ly/2WqaLA2

Compartilhe