Novembro Azul: mês de conscientização sobre o câncer de próstata

16 de novembro de 2016

Passado o “Outubro Rosa”, mês de conscientização sobre o câncer de mama, chega a vez dos homens com o “Novembro Azul”. Sim, estamos falando sobre o câncer de próstata que, de acordo com Instituto Nacional de Câncer (Inca), é o segundo tipo mais comum da doença entre o público masculino, atrás apenas do de pele não-melanoma e seguido por outros como o de pulmão, intestino, testículos e outros. O Inca também estima que esse ano 61 mil novos casos sejam diagnosticados.

Um perigo silencioso

A doença pode demorar para se manifestar, por isso exige exames preventivos. Caso diagnosticada em estágio avançado, pode ser fatal. Por isso, homens com mais de 50 anos devem consultar anualmente o urologista. Por isso, a Sociedade Brasileira de Urologia indica o exame de toque retal e PSA (sangue) regularmente após essa idade.

Sintomas

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. Quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Os principais sintomas da fase avançada são dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência, além da presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Prevenção

São muitos os tipos de câncer, então como prevenir todos? De fato, uma parte deles não depende apenas de fatores externos, mas também não há dúvidas de que vários são resultado de hábitos de vida não-saudáveis. E é aí que podemos agir. Por isso, aproveitando esse momento de reflexão sobre a doença, compartilhamos algumas dicas importante, válidas para homens e mulheres.

  • Evite o tabagismo
  • Mantenha uma alimentação saudável e cuidado com as gorduras animais
  • Consuma alimentos de origem vegetal à vontade
  • Evite consumir álcool
  • Busque se exercitar
  • Tenha cuidado com a exposição exagerada ao sol e use nosso protetor solar Filtrum
  • Pratique sexo seguro
  • Faça diariamente a higiene bucal
  • Adote o hábito de fazer check-ups médicos regularmente.
  • Aproveite seu exame periódico para rever estes conceitos com nossos médicos

Compartilhe