Ansiedade: respiração pode ajudar

12 de setembro de 2019

As crises de ansiedade são episódios de ansiedade intensa, que podem se manifestar após uma situação de estresse ou traumática, mas também podem acontecer sem um desencadeante, e que vem acompanhadas por alguns sintomas, como:

  • Taquicardia
  • Respiração irregular
  • Medo
  • Tremores no corpo, entre outros

É como um curto-circuito gerado na mente e no corpo, provocando uma descarga de noradrenalina e adrenalina pelo organismo. Essas substâncias são responsáveis, junto com outros processos, pelas manifestações físicas da crise, que podem durar alguns minutos em alta intensidade.

Passar por uma crise dessas não é fácil e pode causar bastante medo por conta dos sintomas. Para quem sofre ou conhece pessoas que têm episódios assim, é fundamental conhecer formas de aliviar os sintomas e acalmar o paciente até que eles passem.

Os métodos a seguir consistem em trabalhar com a respiração e tranquilizar a mente durante o processo, passando ao cérebro a mensagem de que está tudo bem, até que possa se acalmar e voltar ao seu estado normal.

 

Contração do Diafragma

Respirar pelo diafragma ajuda a regular o corpo e o sistema nervoso. Para esse exercício, é preciso ter calma e respirar profundamente expandindo e contraindo os músculos, sempre observando se a barriga está indo completamente para frente e se as costelas se elevam em todo o tórax.

Abdominal deitada

Essa técnica é recomendada antes de dormir. Com as luzes apagadas, coloque as mãos em cima do abdômen e conte enquanto está respirando para criar um ritmo. Na hora de soltar o ar, pode contrair o abdômen para que os músculos da respiração fiquem mais trabalhados.

Relaxamento progressivo

Para essa prática, feche os olhos e enrijeça todos os grupos musculares do corpo por 3 segundos cada. Comece pelos pés, passando pelos joelhos, coxas, bumbum, peitoral, braços, mãos, pescoço, mandíbula e por fim, chegue aos olhos. A respiração precisa ser profunda e lenta, e a requer calma e paciência para funcionar.

Alongada

A respiração alongada implica em expirar pelo dobro do tempo que se inspira, sem pausas e sem segurar o ar. É uma ótima técnica para controlar a ansiedade e acalmar momentos de picos de estresse.

 

Importante: Quando uma crise de ansiedade ou um ataque de pânico acontece, a melhor forma de tratamento é entrar em contato diretamente com um psicólogo ou psiquiatra. Se forem muito graves e durarem muito tempo, é fundamental que um profissional especializado em saúde mental seja acionado.

Compartilhe